old_couple_dancingAdoramos dançar! Sabemos, com a certeza de quem gosta, que dançar nos faz bem. O que não sabíamos é que um estudo intitulado “Leisure Activities and the Risk of Dementia in the Elderly” descreve os benefícios que dançar Swing tem na prevenção da doença de Alzheimer.

Os autores deste estudo consideram que a vertente de improvisação da dança, com a necessidade de responder em “tempo real” a um estímulo externo, obriga o cérebro a constantes processos criativos. Esta “ginástica” cerebral leva a que sejamos mentalmente mais saudáveis mesmo em idades avançadas.

Os resultados apontam para que sejam os processos criativos, e não a actividade motora, que facilitam a manutenção de uma mente saudável. Podes comparar os resultados para diversas actividades nesta tabela.

Se fores geek como nós e gostares dos pormenores, podes aceder aqui ao artigo que foi publicado no “The New England Journal of Medicine”. Existe também um artigo em Castelhano, no qual podes ler algumas citações dos autores do estudo sem ser tão tecnicamente exaustivo.